Artigos Sobre

Artigos Sobre
Como escolher a relva Curiosidades sobre relva Decoração de exterior Grama brasileira Infos Relva Artificial Infos Relva Natural Instalação do relvado Jardins Manutenção do relvado Plantas Problemas no relvado Relva artificial Relva e animais domésticos Relva natural Sebes naturais Sustentabilidade Tendências Varandas e terraços

Produtos Mais Vendidos

grama_relva brasileira_relva de são carlos_Grass4you
Grass Food fertilizante granulado Grass4you_Adubo para relva
Mistura de sementes de relva natural_Grass4you

Jardins, uma utilização sábia da água.

 

Talvez onde vive ainda não tenha passado por verdadeira seca, mas não se sinta um sortudo (a). Mais cedo ou mais tarde, com a mudança dos padrões climáticos que hoje assistimos, chegará um momento em que enfrentará a escolha de regar o seu jardim ou optar por ver as plantas murcharem.

Como diz o ditado “mais vale prevenir do que remediar”, é mais sustentável começar desde logo, pensar e utilizar estratégias, sólidas, para a conservação da água.

 

Numa edição recente da revista “American Nurseryman”, o arquiteto paisagista Randy Burroughs, escreveu sobre como projetar paisagens bonitas e funcionais que utilizam a água com sabedoria. Ele utilizou o termo "paisagismo funcional", que define como cuidar de um jardim como um sistema a ser gerido. A conclusão é que ainda podemos ter jardins sumptuosos que também podem ser sustentáveis. Burroughs encoraja-nos a usar plantas tolerantes à seca assim como plantas com flexibilidade a diferentes gradientes de humidade.

 

Embora "seco" seja uma condição relativa, digamos, em comparação com muitas áreas no mundo, podemos observar os princípios básicos dos jardins com tolerância à seca, para nos guiar a repensar os nossos jardins de uma forma mais sustentável.

 

 

Princípios básicos dos jardins com tolerância à seca (Xeropaisagismo*)

 

  • Planeamento e Design: Não tente lutar contra o seu local. Estude a topografia, padrões de sol/sombra, o solo e drenagem. Desenvolva um projeto que organize as plantas de acordo com as suas necessidades. Considere seu orçamento, qual a aparência e as funções que deseja.

 

  • Análise e preparação do solo: Solos enriquecidos com matéria orgânica, retêm mais humidade e favorecem a saúde das plantas. Solos ricos em matéria orgânica melhoram a infiltração e retenção de água, independentemente do tipo de solo que tem. O bom desenvolvimento das raízes diminui a necessidade de água suplementar. Como regra geral, coloque 10 a 15 cm de material orgânico antes de plantar e use regularmente uma cobertura orgânica.

 

 

Xeriscape

 

 

  • Selecione as plantas apropriadas: Obviamente que pode querer ter algumas plantas que precisam de ser mimadas, mas a maioria das plantas que escolher para o seu jardim devem ser apropriadas para o local e capazes de prosperar em condições de escassez de água. Muitas vezes, isso significa plantas nativas, mas mesmo estas são adaptadas a diferentes condições de solo e humidade. Faça uma pesquisa. Ao selecionar as plantas adequadas para o seu quintal, o resultado será uma menor manutenção, maior longevidade, saúde ambiental e beleza natural.

 

  • Pondere as áreas de relvado: Embora alguns de nós nunca reguem os relvados, muitas pessoas o fazem. Áreas de relvado têm um lugar na paisagem para fornecer uma superfície de lazer para crianças e animais de estimação e reduzir a erosão. Considere onde e quão grande uma área de relva é desejada, como será usada e durante qual ou quais temporadas ela será usada. Considere o uso de bermuda, para uma utilização mais intensa na primavera e no verão.

 

 

Xeriscape

 

 

  • Mulch: O mulch limita o crescimento de ervas daninhas e sua competição por água e nutrientes, reduz a evaporação e erosão e regula a temperatura do solo. Se caminhar por um bosque entende que a cobertura (manta morta) é um processo natural, pois folhas e restos de plantas caem no chão e funcionam como uma cobertura natural. A vantagem da cobertura com materiais que se degradam facilmente é que, com o tempo, a qualidade do solo melhora. Aplique 5 a 10 cm de mulch pelo menos uma vez por ano nas diferentes áreas do jardim.

 

  • Regue de forma eficiente:

Os fundamentos da rega são:

    • Aprenda a errar. Regue menos em vez de mais.
    • Plante antes de chover.
    • Utilize reservatórios para guardar água da chuva.
    • Regue diretamente as raízes.
    • Molhe bem o solo ao regar. Regas abundantes, não frequentes.

 

Os sistemas de irrigação, sejam automáticos ou manuais, são parte integrante do planeamento do jardim.

As zonas devem ser separadas e administradas de forma independente e de acordo com a necessidade de água (baixa, moderada ou alta).

A água deve ser aplicada da forma mais eficiente possível. Os sistemas de aspersão são apropriados para áreas de relva, mas os sistemas de gota a gota são mais apropriados para arbustos, árvores e plantações anuais e perenes. A irrigação eficiente aplica água onde é necessária, não onde será desperdiçado e beneficiando apenas ervas daninhas.

 

  • Manutenção: Os jardins tolerantes à seca não são jardins sem manutenção. Qualquer jardim requer alguma manutenção, incluindo rega, ressemear, adubação, corte, poda e controle de doenças e pragas, etc. Todas essas atividades contribuem para o "sucesso" do seu jardim, que serão minimizadas pelo planeamento cuidadoso.

 

Xeriscape 3

 

 

Xeropaisagismo é a criação de jardins com o objetivo de reduzir ou eliminar a necessidade de irrigação. É adequado para regiões que não têm fontes acessíveis, abundantes ou confiáveis de água doce e também é utilizado em outras regiões em que, por qualquer motivo, se queira reduzir o consumo de água para a jardinagem.

 


            

Deixe um comentário

Tenha em consideração que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos.