GRAMA BRASILEIRA: características, como plantar e manter o seu "gramado".

A grama brasileira, ou grama São Carlos, tem folhas largas, lisas e sem pêlos. É estolonífera, isto é, o caule fica acima do solo e emite as raízes para baixo e as folhas para cima. Tem coloração verde vibrante a pleno sol e um pouco mais escura à sombra, existe ainda uma forma variegada de folhas com margens branco-creme.

A alta tolerância a pisoteios permite que a grama brasileira seja usada desde amplos jardins, até em espaços desportivos, como campos de futebol originando relvados suaves ao toque e verdes todo  ano. Apresenta uma ótima resiliência, o que se traduz numa excelente capacidade de recuperação. Para além destas características, os relvados com grama brasileira também são resistentes a ervas daninhas.

Adapta-se bem a diferentes regiões, inclusive frias e com geadas, mas não é uma boa aposta para climas muito quentes e secos. Dá-se a pleno sol e a meia-sombra, formando um tapete denso.

Vendida comumente na forma de plantas jovens, é comercializada em tabuleiros. As plantas estão prontas e enraizadas num substrato próprio para se poder plantar, em qualquer época do ano.

A manutenção é simples, uma vez que a grama brasileira resiste bem a pragas, e seu lento crescimento tornam as podas espaçadas.

Não tolera sombra total.

 

 

CARACTERÍSTICAS:

  • Nome Científico: Axonopus compressus
  • Nomes Populares: Grama Brasileira, grama São Carlos, grama missioneira, grama sempre verde, grama curitibana, grama baiana ou ainda grama forquilha.
  • Família: Poaceae
  • Categoria: Gramados
  • Clima: Equatorial, Sub-tropical, Temperado, Tropical
  • Origem: América do Sul, Brasil
  • Altura: menos de 15 cm
  • Ciclo de Vida: Perene

COMO PLANTAR

Deve ser cultivada em solo fértil, com regas freqüentes. Não exige solos com boa drenagem e a espécie é resistente até mesmo a solos encharcados. A grama brasileira é conhecida pela sua boa adaptação a solo encharcados e sempre húmidos, inclusive é uma óptima opção para solos com baixas capacidades de drenagem. Deste modo, tem baixa resistência a solos pobres e a locais áridos. Prefere zonas de sol pleno ou meia sombra, então, antes de plantar considere esses fatores.

O plantio por plugs (os plugs são pequenas mudas de grama enraizada, produzidas em bandejas descartáveis, com substrato especial) é muito simples. Com o cabo da enxada pode-se fazer as pequenas covas ou sulcos para a colocação das mudas. A terra deve ser bem aproximada à muda, propiciando contato íntimo do solo com as raízes e evitando espaços com ar. Em áreas extensas o rolo compactador auxilia neste processo, acelerando o pegamento das mudas e promovendo um melhor nivelamento final ao relvado. O espaçamento entre mudas é de 20 a 30cm e o fechamento completo do relvado pode levar de 3 a 5 meses, com cuidado intensivo. Quanto mais junto colocarmos os pés, mais rapidamente o relvado fechará. A aplicação de herbicidas pré-emergentes nesta fase pode ser uma factor a considerar, pois o solo descoberto é alvo da contaminação por plantas daninhas. A fertilização deve ser semanal ou quinzenal, com fertilizantes de liberação rápida.

 

 

PODA E CUIDADOS NECESSÁRIOS

Uma das principais vantagens da grama brasileira é o seu baixo custo manutenção. A espécie não exige muitos cuidados, tendo uma manutenção simples, o que se reflete no baixo custo para manter o gramado/relvado sempre bonito. Entre os cuidados necessários para este tipo de grama estão:

  • REGA: a grama brasileira é uma espécie que depende de água para sobrevivência e caso a região não tenha bons índices pluviométricos, a rega frequente é necessária. No entanto, requer menos águas que as relvas semeadas.
  • ADUBAÇÃO: esta espécie tem ótimo desenvolvimento, e se o solo for rico em nutrientes a adubação é dispensada, mas caso o solo não seja fértil é necessário que complemente com adubos conforme a necessidade de correção da terra onde está instalado o relvado.
  • PODA: a grama brasileira ou São Carlos tem crescimento moderado, e para deixar o gramado ideal para projetos paisagísticos, a altura indicada é de manter a grama com 3 cm. Para realizar a poda, espere até que a grama atinja 5 cm.

       

      NOTAS

      • Independente da forma de plantio escolhida, plante preferencialmente na primavera e em dias nublados. Assim, o seu gramado terá os meses quentes para crescer e se estabelecer, antes de reduzir seu crescimento vegetativo no outono e inverno.
      • Mantenha a grama sempre cortada, de acordo com a altura recomendada.
      • Após a formação do gramado/relvado (plantio por plugs) efetue a aplicação de uma camada superficial de solo (uma camada fina com 80% de areia de granulometria média e 20% de terra vegetal ou outro composto orgânico livre de sementes).
      • Irrigue com regularidade o gramado recém plantado e depois de uns 3 ou 4 meses comece a espaçar as regas, isto irá permitir que as raízes ganhem profundidade. Isso tornará o relvado mais resistente à estiagem.

             


            Deixe um comentário

            Shopify secure badge Top