15 TENDÊNCIAS PARA OS JARDINS EM 2020

No mundo globalizado em que vivemos, as tendências tendem a ser globais. E não poderia ser diferente com os jardins privados e/ou públicos.

As tendências previstas para o paisagismo em 2020 refletem os problemas e limitações que afetam cada vez mais o mundo em que vivemos, e constituem maneiras de tentar reverter, tanto quanto possível, esse estado de coisas.

O foco está na valorização e proteção da natureza, dada a actual precariedade do mundo natural, e no recurso ao verde como forma de promover uma melhor qualidade de vida.

Para listar as principais tendências, tivemos por base o relatório do Garden Media Group (Seeing 20/20), organização que há 20 anos prevê tendências para o paisagismo e para a indústria da jardinagem a nível mundial; em feiras como por exemplo a Spoga+Gafa, na Alemanha, considerada a maior do sector no mundo; e em pesquisas de diferentes fontes.

Assim as principais tendências são:

  • Edifícios verdes, com fachadas ou coberturas verdes, com pouco impacto ambiental e visando também o combate à poluição e à melhoria efetiva no bem-estar dos moradores.
      • Aumento de áreas verdes urbanas.
          • Ambientes mais verdes nos escritórios.
          • O jardim como uma extensão da sala de estar.
                • Cozinhas completas no jardim.
                • Urban Jungle. Uso e abuso de plantas de interior, nomeadamente de maior porte 
                • Cultivo de espécies xerófitas, que exigem pouca água e têm alta resistência a doenças, ventos fortes, raios solares intensos, ambientes hostis como cactos, suculentas, pata de elefante, aloés, agaves, entre outras.
                    • Uso de plantas que atraem insetos, como o alecrim, o manjericão, a alfazema, a sálvia entre outras.
                    • Aumento do cultivo de plantas comestíveis não convencionais, como a serralha, a urtiga, o dente de leão, entre outras. Além de serem espaços para relaxar, jardins, varandas, terraços passam a ter também um outro propósito.
                    • Maior utilização de plantas autóctones como o rosmaninho, a alfazema, a estevinha entre outras.
                        • Jardinagem mais orgânica com recurso à compostagem, diminuição do uso de agroquímicos, etc.
                        • Uso de materiais naturais, madeira natural, pedra, vasos de material orgânico, etc.
                        • Uso de produtos e materiais renováveis, reciclados, reusados na construção, manutenção e decoração.
                                • Uso e abuso de plantas suspensas, jardins verticais ou suspensos, e inclusivamente de mobiliário.
                                        • Cores – Tons do mar.
                                        Azul e verde e mais azul...Há mais de duas décadas, a Pantone lança todos os anos um guia de cores que se irão destacar no ano seguinte e que em geral simbolizam a era ou o momento actual. Este ano a cor é o azul clássico (PANTONE 19-4052 Classic Blue) que inspira calma, confiança e conectividade.

                                           

                                          Estas são pois as principais tendências para 2020…


                                          Deixe um comentário

                                          Shopify secure badge Top