Manutenção Grama Brasileira

A grama Brasileira é a solução ideal para quem procura uma relva com uma  manutenção mais reduzida e muito resistente. No entanto, como em qualquer planta, exige alguns cuidados mínimos.

Em baixo apresentamos os cuidados essenciais que deve ter com a grama brasileira.

 1. Adubações Grama Brasileira:

     1.1 Adubo mineral

Se fizer a plantação em terra limpa, deve na altura da plantação espalhar adubo mineral o chamado adubo azul completo tipo 7-14-14 com boro e magnésio, por cima da terra. Aproximadamente 20 a 30g (mão cheia) para 2m2

Se plantar no meio de um relvado existente, é preferível só adubar passados três meses porque antes disso só vai fortalecer a relva e a grama ainda vai beneficiar pouco. Nessa altura tem que ter atenção que o adubo fique bem diluído, se não, torna-se cáustico em cima das folhas das plantas. Regue bem ou aproveite uma altura de chuva.

Com o gramado instalado/adulto deve adubar em outubro e março, aproximadamente 20 a 30g (mão cheia)  para 2m2.

    1.2 Adubo orgânico:

Um bom nível de matéria orgânica no solo é sempre bom para qualquer planta, tanto por ser fonte de minerais como por ter a capacidade de reter a água e futuramente disponibilizá-la às plantas quando necessitem. Pode recorrer a granulado disponível no mercado, e usar a técnica de deixar ficar a própria grama triturada por cima, em vez de a retirar para o saco.

 

2. Regas Grama Brasileira: 

Por ser uma planta originária do continente americano, com principal incidência em países de clima tropical e sub-tropical,  e apesar de cobrir totalmente o solo diminuindo a evapotranspiração, esta grama apresenta necessidades hidricas inferiores às relvas semeadas no entanto não deixa de necessitar de ser regada.

Nos primeiros tempos, com tempo seco, deve regar bem de dois em dois dias, para manter a terra sempre húmida. Quando a grama já ocupar parte do terreno ou a sua totalidade, podemos regar só uma vez por semana ou menos vezes, mas regando bem de maneira que a água desça em profundidade e as raízes se habituem a explorar todo o solo.

Se tiver rega automática tente ajustar o melhor possível o controlador a esta lógica, e regue só uma vez às primeiras horas do dia, evitando assim a evaporação da água pela acção do calor e do vento.

 

 3. Cortes Grama Brasileira: 

Pode ser cortada com máquina de fio ou máquina corta relva. Esta grama cresce pouco em altura, pelo que se corta com menor frequência.

É muito fácil de cortar por ter a folha fina e macia. Em local com sol deve ser cortada a 3 cm, em locais de menos sol a 4cm para fazer mais fotossíntese.

 

 4. Controlo ervas daninhas na Grama Brasileira: 

As ervas daninhas necessitam de espaço para viverem e se reproduzirem. A grama cresce no meio delas e em várias alturas e  direcções, acabado por competir directamente com estas. Com a ajuda dos cortes, as ervas daninhas não conseguem dar sementes, não se reproduzem e acabam por desaparecer para sempre.

O uso de herbicidas selectivos não é recomendado pois também afectam a grama brasileira. 

A cobertura do solo pela grama é uma opção a considerar, pelo seu desenvolvimento, pela sua  tolerância ao ensombramento e humidade, e pela sua resistência ao pisoteio e excelente capacidade de rejuvenescimento.

 Continua com dúvidas? Entre em contacto connosco AQUI.

 

Shopify secure badge Top