Relva em tapete ou sementeira?

relva-natural-natureza

Ao planearmos o nosso jardim, um dos muitos pontos a pensar é o relvado, muitas vezes renegado para segundo plano.

Uma relva bonita faz evidenciar todas as plantas do jardim, criando uma harmonia natural. Existem centenas de espécies de relva e milhares de variedades. Surgem então, inúmeras dúvidas. O que usar? Semente ou relva em tapete? Relvas de clima fresco ou relvas de clima quente?

As necessidades hídricas, a tolerância à seca ou encharcamento, tolerância ao frio ou calor, tolerância ao uso e à sombra, assim como a resistência a doenças e ataques de insetos, são pontos a considerar na escolha da sua relva. A escolha das sementes para produção de relva em tapete ou para semear relva, também é um fator de grande importância, para que a sua relva seja adaptada ao local e uso em questão.

A composição de uma mistura depende do fim a que se destina. Variedades de qualidade contribuem para uma relva de qualidade. Uma relva com fins desportivos, por exemplo, tem exigências que uma relva para residências não tem; uma relva para estar à beira-mar no Alentejo ou uma relva para a serra da Estrela terão de ter requisitos diferentes. Quer opte por um tapete de relva ou por semear relva, a sua manutenção deverá ser feita de acordo com o clima e a variedade escolhida.

TAPETES DE RELVA

relva-tapete

  • Vantagens
    • Pode ser aplicado em qualquer altura do ano;
    • Relvado feito num só dia;
    • Relvado feito com plantas adultas e bem formadas;
    • Relvado com uma superfície uniforme e livre de infestantes;
    • Relvado com limites bem definidos.
  • Desvantagens
    • Investimento inicial mais elevado;
    • Relvado está limitado às misturas de sementes disponíveis no mercado.

SEMEAR RELVA

semaer-relva

  • Vantagens
    • Investimento inicial mais baixo;
    • A misturas de sementes pode ser personalizada com características específicas.
  • Desvantagens
    • Limitação ao clima para sementeira (chuva intensa, muito calor, ou muito frio são de evitar);
    • O risco de instalação é bastante maior, já que a planta jovem pode sofrer golpes de frio ou de calor e, ainda, como por vezes sucede, doenças;
    • Necessidade de combater infestantes, por vezes bastante elevado;
    • Gasto de água na instalação poderá ser bastante elevado;
    • Risco de nunca chegar a ter um relvado completamente homogéneo.

Um relvado, seja ele de tapete ou de sementeira, necessita sempre de cortes regulares, mas não se deve, no entanto, tirar mais do que um terço da altura de folha em cada corte (Saiba como e quando fazer os cortes da sua relva AQUI). As fertilizações devem ser regulares e feitas no seu período de crescimento ativo. As infestantes devem ser eliminadas e a rega deverá ser feita de acordo com as necessidades hídricas da relva, o tipo de solo e o clima (saiba como e quando regar a sua relva AQUI)

A escarificação/furação para controlo de pragas e para o arejamento do solo também não pode ser esquecida (saiba como identificar pragas na sua relva AQUI)

Se se optar por uma relva bermuda (relva STRONG), ideal para um clima quente como o de Portugal, deverá, contudo, lembrar-se de que sementeira ou tapete de relva deverão ser feitos apenas a partir do meio da primavera e até setembro, um período que não deve, de todo, ultrapassar, sob pena de não conseguir alcançar o seu objetivo. Este tipo de relva entra em dormência total ou parcial no inverno e a altura de corte recomendada situa-se entre 0,5 cm e 2,5 cm.

Se se optar por uma relva de inverno (relva EASY e PRIME) composto por misturas de Festuca arundinacea e poa pratensis, para um clima mais fresco, a sementeira tem a limitação na chuva intensa, nos picos de calor e nos picos de frio. O tapete de relva pode ser aplicado durante todo o ano e a altura de corte deverá ser entre 3 e 5 centímetros.

 

relva-natureza

Dúvidas mais comuns:

1. Estou a pensar construir o meu jardim na Primavera/Outono, e queria usufruir de imediato dele, como posso fazê-lo?

Resposta: Para poder usufruir imediatamente de um jardim terá de optar pelos tapetes de relva, depois da colocação apenas deverá esperar cerca de 5 a 7 dias antes de o começar a pisar com frequência.

2. Estou a pensar construir o meu jardim na Primavera/Outono, queria usufruir de imediato dele, mas não queria gastar muito dinheiro. Como posso fazê-lo?

Resposta: Se não pretende gastar muito, terá de recorrer à sementeira de relva que é sempre menos onerosa. A semente de relva começa a germinar passados cerca de 6-7 dias (se a temperatura e humidade forem as adequadas) mas só após o primeiro corte (cerca de 15 -20 dias) é que poderá usar o seu relvado.

3. Posso construir o meu jardim no Verão, qual a melhor solução?

Resposta: No Verão devido aos picos de calor muito elevados não é aconselhável semear relva pois o risco de a semente “cozer” e não chegar a germinar é bastante alto. O “cozer” acontece quando a àgua que foi utilizada para regar aquece de tal maneira, que a semente “coze” nessa água perdendo a sua capacidade de germinar. A solução, se os custos não forem uma questão, é utilizar o tapete de relva

4. Posso construir o meu jardim no Inverno, qual a solução?

Resposta: Neste caso, a utilização de tapete de relva é a única solução. Nesta altura do ano e devido às baixas temperaturas que se fazem sentir, a semente de relva não germina, portanto só à mesmo uma solução.

5. Estamos no Inverno, e estou a construir o meu jardim, mas não queria gastar muito na sua realização, qual a solução?

Resposta: Já que iniciou a construção do seu jardim no inverno poderá continuar a fazê-lo colocando as plantas, estruturas, construções, etc. e deixando a zona reservada para o relvado preparada para que na próxima Primavera possa realizar a sementeira de relva e ter sucesso.

Resumidamente, os principais fatores que influenciam a escolha são: os custos de instalação, a época do ano (estação), a qualidade e homogeneidade do relvado, e o tempo que estamos dispostos a esperar para podermos utilizar o relvado.

 

 

 

 

 

 

 

 


Deixe um comentário

Shopify secure badge Top